O Futuro da Energia solar

Relatório enfatiza o enorme potencial e discute caminhos para energia solar acessível.

A energia solar possui o melhor potencial para atingir as necessidades energéticas de longo prazo da humanidade. Ao mesmo tempo  diminui as emissões de gases de efeito estufa.

Mas para perceber este potencial, devemos dar mais ênfase em desenvolvimento de tecnologias de menor custo e criação de políticas mais eficazes.

É o que diz o estudo intitulado de “O Futuro da Energia Solar”, realizado pela Iniciativa Energética do MIT (MITEI – MIT Energy Initiative).

“Nosso objetivo tem sido avaliar a posição competitiva atual e potencial da energia solar. Além disso identificar mudanças nas políticas governamentais americanas. Poderiam ser mais eficientes e efetivas no apoio a sua implantação em massa a longo prazo, que vemos como necessário, “. Diretor do MITEI, Robert Armstrong, professor de Engenharia Química do MIT.

Participante do estudo, o Professor Emérito de Economia e Gestão da Faculdade de Gestão do MIT, Richard Schmalensee, adiciona:

“O que o estudo mostra é que nosso foco deve mudar para novas tecnologias e políticas com potencial de tornar a energia solar uma opção economicamente atraente. “

O grupo irá apresentar suas descobertas à políticos e oficiais de governo em Washington.

“O Futuro da Energia Solar” reflete as dimensões técnica, comercial e políticas da energia solar hoje e faz recomendações aos políticos sobre um apoio federal e estadual mais efetivo para pesquisa e desenvolvimento, demonstração de tecnologia e implantação solar.

 

 

Dentro dos grandes temas está a necessidade de prepararmos nossos sistemas elétricos, do ponto de vista técnico e regulatório. Deve-se fazer a implementação em larga escala de geração solar – que tende a variar imprevisivelmente através do dia. Para este fim, o estudo enfatiza a necessidade de apoio federal de pesquisa e desenvolvimento para o avanço de tecnologias de armazenamento de eletricidade em larga escala e de baixo custo.

A análise conclui que hoje os programas de subsídios federais e estaduais destinados a incentivar o investimento em sistemas solares devem ser reconsiderados. Devem aumentar sua rentabilidade, com maior ênfase em recompensar a produção de energia solar.

O grupo também recomenda que os padrões estatais de portfólio de energia renovável sejam incluídos em um programa nacional unificado. Reduzindo o custo de atender aos mandatos estabelecidos permitindo o comércio interestadual irrestrito de créditos.

O estudo conclui apontando para a necessidade urgente. Uma abordagem ambiciosa e inovadora para o desenvolvimento tecnológico, com o investimento federal em pesquisa e desenvolvimento. E claro, focado em novas tecnologias e sistemas com o potencial de proporcionar reduções de custo do sistema transformador.

Escrito por Melissa Abraham – MIT Energy Initiative (MITEI)

Deixe uma resposta

XHTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>